Piatã FM 94,3 - A Rádio da Gente

CLIQUE E OUÇA Agora na Piatã FM - Piatã Experimente

Entretenimento   17 de Maio de 2019 - Publicado às 00:41

Famosos detonam caçadores expostos por Luisa Mell: “Covardes”

Após a ativista expor um grupo de brasileiros que caçaram animais e compartilharam os registros na web, Alok, Dado Dolabella, Gracyanne Barbosa, Enzo Celulari, Luana Piovani, entre muitas outras pessoas públicas detonaram os caçadores.

Luisa Mell fez uma publicação nas redes sociais, na última quarta-feira (15), que mexeu com o coração de muitos famosos. Após a ativista expor um grupo de brasileiros que caçaram animais e compartilharam os registros na web, Alok, Dado Dolabella, Gracyanne Barbosa, Enzo Celulari, Luana Piovani, entre muitas outras pessoas públicas detonaram os caçadores.

“Covardia”, comentou o DJ. “Gente do coração em trevas”, criticou a atriz. “Não dá para acreditar! Que ódio dessa gente”, escreveu Isabella Fiorentino. A esposa de Belo foi mais direta: “Desumano”.

Na legenda da sequência de fotos, a ativista comenta sobre a crueldade do grupo. “Brasileiros se exibindo no Instagram dedicam tempo, dinheiro e energia para o assassinato (à distância) de animais indefesos. Querendo demonstrar uma coragem que não possuem, usam rifles com miras telescópicas de longa distância para matar indivíduos que não lhes fizeram ou farão mal algum”, começou.

Sem papas na língua, a loira avaliou que a caça nesses casos foi absolutamente desnecessária. “Mortes estúpidas, sem sentido, sem qualquer valor ecológico, conservacionista ou ético […]”, afirmou.

Após muitos comentários negativos, uma suposta caçadora se manifestou. A moça ameaçou processar a ativista. “Vocês se julgam inatingíveis, não é? […] Expõem imagens de pessoas de bem, caçando em países onde é permitido. Mas dessa vez terão uma surpresa! Vão responder judicialmente por uso indevido de imagem. Vocês mexeram com pessoas que têm recursos ilimitados […]”, contou.

Vale lembrar que a caça de animais silvestres é permitida e considerada um esporte em alguns lugares do mundo. Nos Estados Unidos, por exemplo, parques chegaram a fechar suas atividades recreativas para liberar a matança de parte da fauna.

 



Fonte: fatoamazonico / Foto: Instagram


VEJA TAMBÉM

ÁUDIOSEspecial Piatã FM - ImaginaSamba